segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Medo, não! Quatro dicas para melhorar a experiência nas entrevistas de emprego

Ter uma experiência ajuda a aprimorar — e isso também funciona nas entrevistas"

1. Esteja preparado para falar de si mesmo
É fundamental que, durante uma entrevista de emprego, você esteja preparado — e que saiba dizer o que você faz. Mesmo que esteja no seu currículo, é importante que você reforce ao avaliador. Primeira parte feita. Mas, como você preenche a essa vaga de trabalho? Explique como você se encaixa.

2. Nervosismo? Fale.
Se estiver nervoso, conte ao seu entrevistador. Afinal, ao te avaliar, os seus possíveis colegas de trabalho também esperam saber como você pensa, o que tem a acrescentar e o que precisará ser ensinado. Não tenha medo das perguntas. Sendo pertinentes, elas demonstram o quanto você se importa em estar na empresa.

3. Vista-se de forma adequada ao seu cargo
Há locais de trabalho em que até vestir-se formal demais pode passar a impressão errada. Nem todas as entrevistas precisam de um traje social completo. Por isso, sempre preste atenção ao cargo e vista-se de acordo com ele para a sua entrevista.

4. Treine
Provavelmente, essa não será a única entrevista da sua vida. Por isso, vale fazer cursos, testar e até pesquisar como é o processo seletivo da empresa em questão. Ter uma experiência ajuda a aprimorar — e isso também funciona nas entrevistas.

Rhelty: "O nosso trabalho é facilitar o seu"
www.rhelty.com.br

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Em falta: os 10 postos de trabalho mais escassos em 2016

As vagas podem ser oportunidade de emprego em 2017

Em relatório divulgado pelo ManpowerGroup, a informação é direta: 43% das empresas brasileiras têm dificuldades na hora de contratar. E, apesar das informações brasileiras, o quadro é mundial: desde a crise de 2008, 4 em cada 10 empregadores passam por problemas na hora de preencher os postos de trabalho.

A dificuldade tem suas razões: primeiro, para 41% das empresas brasileiras, a falta de habilidades técnicas, seguida de falta de habilidades pessoais (17%), falta de experiência (14%) e expectativa de um salário maior que o oferecido (14%).

A solução? Atualizar. Intensificar o contato e a relação de networking com cada empresa para garantir uma vaga. O primeiro passo está dado. Confira a lista das profissões mais escassas no Brasil:

1. Técnico
2. Secretário, recepcionista e assistente administrativo
3. Operador de máquinas e de produção
4. Trabalhador de ofício
5. Representante de vendas
6. Executivo
7. Profissional de finanças e contabilidade
8. Motorista
9. Engenheiro
10. Profissional de TI

Rhelty: “O nosso trabalho é facilitar o seu”.
(http://www.rhelty.com.br)